Casamentos no Mundo: Como se casa no Japão?!


Seguindo nossa visita aos casamentos em outros países, passamos hoje no Japão...
E para começar é bom falar que um casamento no Japão custa caro... Bem caro... Pode custar de 50 à 500 mil dólares!!

Mas porque isso?!?
Porque existem vários detalhes singulares e importantes que podem encarecer muito o casamento...

Para começar é importante notar que os casamentos no Japão são geralmente para cerca de 50 convidados, justamente devido ao custo.
A lista de convidados é limitada a empregadores, família direta e alguns poucos amigos. O convite de casamento é individual, não é extendido a acompanhantes ou familiares e não são convidados amigos de sexo oposto. Ou seja, se você estivesse se casando no Japão, não poderia convidar aquele seu amigo da faculdade, por exemplo, e o seu noivo não poderia convidar uma amiga, da mesma forma.
Por isso, vocês já perceberam que ser convidado para ir em um casamento no Japão não é algo fácil né... Bem diferente do Brasil...




Vamos aos detalhes do casamento japonês!

Não existe isso de DIY por lá... Pelo contrário, para casar você compra um pacote completo de templo + festa, por isso muitos templos são construídos dentro de grandes hotéis para facilitar a realização do casamento. Mas o pacote, é um pacote completo de verdade mesmo. Inclui todos os preparativos, desde maquiagem da noiva até as lembrancinhas dos convidados.

A noiva troca de roupas várias vezes durante a festa. Na cerimônia de religiosa, ela utiliza um quimono, que exige ao auxílio de pelo menos 3 assistentes para vestí-lo, a maquiagem, que deixa a pele bem branca e no cabelo uma peruca com vários adornos. Além disso, a noiva utiliza um capuz - esse aí da foto - que simboliza a obediência da esposa ao seu marido.
O noivo veste um quimono preto com o brasão da família.




A cerimônia religiosa é curta, com um sacerdote fazendo a purificação dos presentes com incenso, seguida de uma prece. Os noivos bebem saquê em três cálices diferentes, servidos por jovens virgens que são assistentes da cerimônia. Todo esse processo é acompanhado por música sagrada tocando ao fundo.


 

Ocorre a leitura do seishi, um juramento de amor e felicidade escrito em japonês antigo, e o casamento é considerado realizado. Atualmente ocorre a troca de alianças, um costume ocidental amplamente adotado, mas não existem padrinhos. São convidados um melhor amigo do noivo e uma melhor amiga da noiva, que ocupam lugar de honra na cerimônia.
  
Depois disso, começa a festa e as trocas de roupa da noiva, pelo menos quatro trocas de roupas, penteados e maquiagem da noiva, sendo utilizados inclusive os tradicionais terno ou smoking pelo noivo, e os vestidos de noivas ocidentais. Os convidados masculinos vestem terno preto com camisa branca e as mulheres vestidos de gala ou quimonos de acordo com a festa.

No salão de festas os convidados já deixam o presente em uma mesa de entrada. O curioso é que no Japão os noivos recebem dinheiro de presente, entregues em envelopes próprios para casamento, que são comprados em qualquer papelaria por lá.
O mais curioso é que os valores do presente já são pré-fixados: amigos, 30 mil ienes; parentes, 50 mil ienes e os "padrinhos" pelo menos 100 mil ienes.




Todos têm o seu lugar reservado para sentar, por isso a confirmação de presença é uma exigência. A comida é servida em pouca quantidade, mas com pratos bem desenhados e ornamentados, que podem ser pratos japoneses ou ocidentais.

Os discursos são a grande diversão da festa, onde várias pessoas pegam o microfone e fazem homenagens aos recém-casados e depois os noivos retribuem lendo cartas de agradecimentos dos pais e agradecendo a todos pela presença.

Outra coisa muito curiosa da festa do Japão é o bolo. Um de verdade custa pelo menos 50 mil ienes, então o mais comum é o uso de bolos plásticos e que se forem cortados, precisam ser pagos pelo menos 5 mil ienes, mas existe um lugar certo para a faca ser encaixada e cortar o bolo. Desse jeito, o bolo pode ser usado em várias festas diferentes.

As lembranças e presentes de agradecimentos são entregues no final da festa. As mães recebem buquês de flores, os melhores amigos, lembranças especiais e os demais convidados ganham louças e cerâmicas. Como tudo na cultura japonesa tem uma ordem pré estabelecida, as festas têm horário para começar e terminar, então depois de cerca de 4 horas de festa todos se retiram.

Mais algumas diferenças do casamento japonês!


- Os álbuns de casamento são três a quatro vezes mais volumosos do que um álbum de fotografias ocidental.

- Como o preço de um casamento no Japão é bastante elevado, alguns casais optam por realizar a festa fora do país. 

- 63% dos das cerimônias são xintoístas, 30% cristãs e 2% budistas. 

- A cerimônia civil e religiosa, não tem nenhuma relação entre si. Você pode se casar no religioso sem ainda estar legalmente casado. O processo legal é simple e gratuito: os noivos devem ter no mínimo 20 anos, preencher e entregar na prefeitura um formulário informando a união. Simples!!

- 50% dos casamentos ainda são arranjados pelas famílias ou pelas agências matrimoniais. Existem várias empresas especializadas em reunir as pessoas, mediante encontros. Caso os casais não gostem um do outro passam para novos encontros, e assim por diante.

*****

Agora algumas fotos linda de um casal japonês pela fotógrafa Anna Rina... Adorei...!!!


Que buquê lindo!!!


Amei as luzinhas...

Os discursos. Parte importante da festa e diversão!





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amamos receber comentários!
Sugestões e críticas são bem vindas, mas spans, comentários que contenham linguagem imprópria, vulgar e/ou ofensiva serão excluídos.

Você também vai amar:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...